Curso livre “O golpe de 2016 e o futuro da democracia” – UFF/CAMPOS – início 12/04/2018

Divulgamos a realização do curso livre “O golpe de 2016 e o futuro da democracia” na UFF/CAMPOS, que desta maneira se une a diversas outras universidades federais na denúncia ao golpe de 2016 e ao perigo que representa para a democracia brasileira.

O curso se iniciará no dia 12/04/2018 às 15 horas no auditório da UFF/CAMPOS, localizado na Rua José do Patrocínio, 71 – Centro – Campos dos Goytacazes/RJ. Serão encontros semanais de duas horas em que serão discutidos vários aspectos da conjuntura nacional afetada pelo golpe de 2016. Abaixo o cartaz da atividade e a programação dos encontros.

Todas e todos estão convidados!

curso livre

PROGRAMAÇÃO

12/4 – Abertura e apresentação do curso (15 horas)

12/4 – Elis de Araújo Miranda – Os golpes e os desmontes da gestão pública de cultura e os ataques aos espaços da arte

19/4 – Maria Goretti Magime – Estado Democrático de Direito, Estado de Exceção e o Golpe de Estado de 2016

26/4 – Ricardo Nóbrega – A reprimarização da economia e seus desdobramentos políticos

3/5- Márcio Malta e Cláudio Araújo – Quedas de presidentes: na história e no presente

10/5 – Matheus Thomaz e Ketnen Barreto – A reação conservadora das elites brasileiras no processo de ascensão social da classe trabalhadora: ainda sob o poder da casa grande

17/5 – Glauco Bruce Rodrigues- A conjuntura brasileira do Golpe: das Jornadas de junho ao impeachment

24/5 – Marcelo Werner da Silva- A geopolítica do Golpe

7/6- Paulo Gajanigo – Acabou o amor: o fim do pacto social

14/6 – Luciane Soares – Policia, Resistência e Censura : Baile funk e Unidades de Polícia Pacificadora no Rio de janeiro

21/6 – Luana da Silveira e Bruna Brito – 30 anos da luta antimanicomial e o golpe nas políticas públicas de saúde mental e drogas

28/6 – Leonardo Leite – A economia política do golpe e o retorno da luta de classes

5/7 – Elizabeth Pacheco – Resistindo à praga emocional

Anúncios

V Encontro Nacional de História do Pensamento Geográfico e III Encontro Nacional de Geografia Histórica – 1ª Circular

Saudamos a divulgação da  1ª Circular do V Encontro Nacional de História do Pensamento Geográfico e III Encontro Nacional de Geografia Histórica, evento de extrema importância da área e que assim mantem a sua continuidade no calendário de eventos da Geografia.

O mesmo ocorrerá em Viçosa/MG,  no período de 10 a 14 de dezembro de 2018.

As demais informações encontram-se abaixo:

VENHPG e IIIENGH - Cirular 1

VENHPG e IIIENGH - Cirular 1(1)

VENHPG e IIIENGH - Cirular 1(2)

Versão em pdf: VENHPG e IIIENGH – Circular 1

 

 

 

XV Encontro Internacional Geocrítica

Se realizará em Barcelona, na Espanha, de 7 a 12 de maio de 2018 o XV Encontro Internacional Geocrítica que tem como tema “LAS CIENCIAS SOCIALES Y LA EDIFICACIÓN DE UNA SOCIEDAD POSTCAPITALISTA”.
INFORMAÇÕES IMPORTANTES:
Calendario para la presentación y aceptación de comunicaciones
Fechas para la presentación de resúmenes: del 1 de octubre de 2017 al 10 de enero de 2018
.
Aprobación de resúmenes: 8 de febrero de 2018
.
Fecha límite para la recepción de los trabajos finales: 1 de abril de 2018
Los trabajos que sean enviados luego de esa fecha no podrán ser expuestos.
Los resúmenes y los trabajos finales deben enviarse a xvcoloquiogeocritica@gmail.com
Sede del Coloquio:
Universidad de Barcelona, Facultad de Geografía e Historia, Calle
Montalegre 6, 08001 Barcelona.
Abaixo a convocatória do evento:
GEOCRITICA

Relato da atividade Bolívia: impressões de viagem

 

 

Aconteceu no dia 07/12/2017, de 09 às 12h,  o relato da viagem de Priscila Viana Alves, intitulado “Bolívia: impressões de viagem”, em que a ministrante discorreu sobre sua viagem a diversas cidades bolivianas, conectando esse conhecimento com o conceito andino de Buen Vivir. Após a apresentação houve a abertura para perguntas que sanaram dúvidas dos participantes sobre a apresentação.

P_20171207_100636[1]
Priscila Viana Alves durante sua exposição “Bolívia: impressões de Viagem”

 

Comunicado de cancelamento da Atividade de campo pela Baixada Campista

Devido ao mau tempo reinante na cidade de Campos dos Goytacazes, cumprimos informar que a atividade de campo pela baixada campista, programada para acontecer amanhã, dia 09/12 foi cancelada.

Devido à proximidade do final do semestre, a mesma será remarcada para meados do mês de março de 2018.

Att.

Prof. Marcelo Werner da Silva

Informe sobre a visita guiada ao Museu Histórico de Campos

Foi realizada no dia 23/11/2017 uma visita guiada ao Museu Histórico de Campos dos Goytacazes. A atividade faz parte do Projeto de Extensão “Grupo de Estudos de Geografia Histórica”, que chega a sua 13 edição (2017-2), que esteve centrada em discutir elementos da história de Campos e mais especificamente da Baixada Campista, região de origem da cidade. Por esse motivo a visita ao museu se revestiu de especial interesse para o grupo.

Situado no antigo Solar do Visconde de Araruama, o Museu Histórico de Campos dos Goytacazes abriga exposições temporárias no térreo e um acervo permanente nos andares superiores.

A visita começou com a visita à exposição sobre Nilo Peçanha, campista que foi presidente da republica. Esta parte da visita foi conduzida pelo pesquisador Genilson Soares, estudioso sobre esse personagem histórico e organizador da exposição.

P_20171123_105042_vHDR_Auto[1]
Figura 1 – O pesquisador Genilson Soares realiza explanação sobre a exposição de Nilo Peçanha
A parte do acervo permanente foi conduzida pelo funcionário do museu, Rossini do Rozário Reis, que explanou aspectos importantes sobre a história da cidade.

P_20171123_111711_vHDR_Auto[1]
Figura 2 – Rossini do Rozário Reis realiza explicações aos participantes da atividade
DSC_0140
Figura 3 – Rossini do Rozário Reis realiza explicações na antiga sala de reuniões da Câmara de Vereadores de Campos, outra das funções exercidas no casarão antes de se transformar em museu

O professor Hélio Coelho, participante do Grupo de Estudos de Geografia Histórica e grande conhecedor da história da cidade e na qualidade de já ter sido vereador da cidade, complementa as informações de Rossini sobre a antiga sede da Camara de Vereadores de Campos dos Goytacazes.

Explanação prof. Helio Coelho sobre a antiga sede da camara de vereadores de Campos
Figura 4 – Prof. Hélio Coelho (a esquerda) complementa as informações do funcionário Rossini sobre a antiga sede da Camara de Vereadores de Campos dos Goytacazes.

Como o museu aborda a história da cidade, muitos aspectos dos moradores originais, os índios goytacazes existem no acervo do mesmo. Uma amostra pode ser vista nas imagens abaixo.

Figuras 5, 6 e 7 – Aspectos dos habitantes originais da planície goytacá

Documentos históricos são retratados, como a Carta de Doação da Capitania de São Tomé a Pero de Góis e o mapa mais antigo retratando a região, dentro outros documentos importantes da história campista.

Carta de Pero Goes1
Figura 8 – Carta de doação de Pero de Góis
Carta de Pero Goes-transcrição
Figura 9 – Transcrição da carta de doação de Pero de Góis
mapa mais antigo
Figura 10 – mapa mais antigo da região

A cronologia da história de Campos é abordada no acervo do museu, com destaque para o período da economia açucareira, responsável pela riqueza da região no século XIX e início do século XX.

rossini
Figura 11 – funcionário Rossini explica os principais momentos econômicos da história de Campos
economia açucareira
Figura 12 – Aspectos da economia açucareira em Campos
patio interno
Figura 13 – Pátio interno do casarão em que está sediado o Museu

Desta maneira a visita foi muito produtiva, passando aos presentes diversos aspectos da história e da cultura da cidade de Campos dos Goytacazes. Aproveitamos para agradecer ao prof. Hélio Coelho pela organização da visita, à diretora do Museu, Graziela Escocard Ribeiro pela gentileza em nos receber, a todos os funcionários do museu, com destaque para os funcionários Rossini do Rozário Reis e Eduarda Bastos que conduziram nossa visita e ao pesquisador Genilson Soares, por nos apresentar a exposição sobre Nilo Peçanha.

agradecimentos
Figura 14 – Ao final do recorrido, os participantes agradecem ao funcionário Rossini pela condução da visita, agradecimento extensivo aos demais funcionários do Museu.

Informe sobre a palestra “Europa: relato de viagem, por Marcelo Werner da Silva”

Aconteceu no dia 29/11/2017, a Palestra “Europa: relato de viagem, por Marcelo Werner da Silva“. A atividade foi realizada na sala 207C (prédio da biblioteca) a partir das 18:30 h, sendo uma atividade que realizou a ponte com o ensino, pois além de atividade do 13º Grupo de Estudos de Geografia Histórica (2017-2), também recebeu os alunos de duas turmas de graduação: Geohistoria, do curso de história, ministrada pela profa. Elis de Araújo Miranda e Geografia Histórica, ministrada pelo palestrante e autor deste post.

A apresentação foi proveitosa, com apartes da profa. Elis Miranda e colocações dos participantes. Após o intervalo abrimos para o debate e após o mesmo retomamos parte da exposição. O resultado é que foi possível apresentar o relato de Nápoles (incluindo as visitas a Pompéia e Herculano) e a viagem ferroviária até Bari, a travessia marítima dos mares Adriático e Jônico até Patras e daí de ônibus até Atenas.

O restante da viagem ficou para o retorno do semestre letivo, quando pretendemos realizar novo relato com o complemento do percurso realizado, cujas cidades visitadas podem ser visualizadas na figura abaixo.

Viagem Marcelo
Figura 1 – Cidades visitadas