Relato do terceiro encontro do GEGH, ocorrido em 27/09/2018, que discutiu os capítulos: “A Geografia Quantitativa” e “Modelos e Sistemas: Os Ecossistemas” do livro Por uma Geografia Nova

Dando continuidade as atividades do Grupo de Estudos de Geografia Histórica, no último dia 27/09/2018, foi realizado mais um encontro do grupo, onde foram discutidos os capítulos 4 e 5, intitulados respectivamente: “A Geografia Quantitativa” e “Modelos e Sistemas: Os Ecossistemas”. A apresentação foi realizada por Martins. Como vem sendo colocado em prática, a discussão teve início com Martins norteando o caminho das questões, uma vez que a participação dos integrantes foi recorrente, frente a dificuldade do assunto tratado. As discussões estiveram voltadas ao conteúdo da Geografia Quantitativa, com ênfase, principalmente na abordagem problemática que foi posta. Entre as questões, afirma-se, segundo Milton Santos, que a Geografia Quantitativa seria mais uma metodologia do que propriamente um paradigma, titulação esta feita por parte de alguns integrantes dessa vertente do pós-guerra.  Outra crítica levantada por Milton Santos e discutida no dia do encontro, foi a de que Geografia Quantitativa deixa de lado em suas análises, principalmente a categoria de tempo, isto é, também não incluiria em seus estudos a história, o tempo social, a temporalidade, etc. sendo assim trabalhada sempre em cima de “resultados” e  não dos processos. (SANTOS, 2002, p. 74-75). Com relação ao outro capítulo, foi ressaltado, principalmente, a importância que tem o necessário movimento do conceito e do modelo, não sendo cabível, em certos termos, a apreensão da realidade por modelos e conceitos que nada têm do real, do histórico, etc. Sobre este ponto em especial, Milton Santos fala de uma “violência metodológica”. O livro “Por Uma Geografia Nova” trata de diversos temas de forma polêmica, sendo demonstrado principalmente uma aversão à Geografia Quantitativa.

No mais, daremos continuidade às atividades que tem sido realizadas, com o próximo encontro marcado para o dia 04/10/2018.

 

Att.

 

Bruno Campos