Informe sobre a visita guiada ao Museu Histórico de Campos

Foi realizada no dia 23/11/2017 uma visita guiada ao Museu Histórico de Campos dos Goytacazes. A atividade faz parte do Projeto de Extensão “Grupo de Estudos de Geografia Histórica”, que chega a sua 13 edição (2017-2), que esteve centrada em discutir elementos da história de Campos e mais especificamente da Baixada Campista, região de origem da cidade. Por esse motivo a visita ao museu se revestiu de especial interesse para o grupo.

Situado no antigo Solar do Visconde de Araruama, o Museu Histórico de Campos dos Goytacazes abriga exposições temporárias no térreo e um acervo permanente nos andares superiores.

A visita começou com a visita à exposição sobre Nilo Peçanha, campista que foi presidente da republica. Esta parte da visita foi conduzida pelo pesquisador Genilson Soares, estudioso sobre esse personagem histórico e organizador da exposição.

P_20171123_105042_vHDR_Auto[1]

Figura 1 – O pesquisador Genilson Soares realiza explanação sobre a exposição de Nilo Peçanha

A parte do acervo permanente foi conduzida pelo funcionário do museu, Rossini do Rozário Reis, que explanou aspectos importantes sobre a história da cidade.

P_20171123_111711_vHDR_Auto[1]

Figura 2 – Rossini do Rozário Reis realiza explicações aos participantes da atividade

DSC_0140

Figura 3 – Rossini do Rozário Reis realiza explicações na antiga sala de reuniões da Câmara de Vereadores de Campos, outra das funções exercidas no casarão antes de se transformar em museu

O professor Hélio Coelho, participante do Grupo de Estudos de Geografia Histórica e grande conhecedor da história da cidade e na qualidade de já ter sido vereador da cidade, complementa as informações de Rossini sobre a antiga sede da Camara de Vereadores de Campos dos Goytacazes.

Explanação prof. Helio Coelho sobre a antiga sede da camara de vereadores de Campos

Figura 4 – Prof. Hélio Coelho (a esquerda) complementa as informações do funcionário Rossini sobre a antiga sede da Camara de Vereadores de Campos dos Goytacazes.

Como o museu aborda a história da cidade, muitos aspectos dos moradores originais, os índios goytacazes existem no acervo do mesmo. Uma amostra pode ser vista nas imagens abaixo.

Figuras 5, 6 e 7 – Aspectos dos habitantes originais da planície goytacá

Documentos históricos são retratados, como a Carta de Doação da Capitania de São Tomé a Pero de Góis e o mapa mais antigo retratando a região, dentro outros documentos importantes da história campista.

Carta de Pero Goes1

Figura 8 – Carta de doação de Pero de Góis

Carta de Pero Goes-transcrição

Figura 9 – Transcrição da carta de doação de Pero de Góis

mapa mais antigo

Figura 10 – mapa mais antigo da região

A cronologia da história de Campos é abordada no acervo do museu, com destaque para o período da economia açucareira, responsável pela riqueza da região no século XIX e início do século XX.

rossini

Figura 11 – funcionário Rossini explica os principais momentos econômicos da história de Campos

economia açucareira

Figura 12 – Aspectos da economia açucareira em Campos

patio interno

Figura 13 – Pátio interno do casarão em que está sediado o Museu

Desta maneira a visita foi muito produtiva, passando aos presentes diversos aspectos da história e da cultura da cidade de Campos dos Goytacazes. Aproveitamos para agradecer ao prof. Hélio Coelho pela organização da visita, à diretora do Museu, Graziela Escocard Ribeiro pela gentileza em nos receber, a todos os funcionários do museu, com destaque para os funcionários Rossini do Rozário Reis e Eduarda Bastos que conduziram nossa visita e ao pesquisador Genilson Soares, por nos apresentar a exposição sobre Nilo Peçanha.

agradecimentos

Figura 14 – Ao final do recorrido, os participantes agradecem ao funcionário Rossini pela condução da visita, agradecimento extensivo aos demais funcionários do Museu.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em 13° GEGH 2017-2, Grupo de Estudos de Geografia Histórica

Os comentários estão desativados.